sábado, fevereiro 09, 2008

Cegonhas & Carrossel

A convite da , fomos dar um passeio até ao Carrossel.
Como o meu conta kms teima em não colaborar comigo, contou-me 15kms mas, o dos meus colegas marcou 45kms.
Em que Ficamos? (tenho de trocar a pilha ou de conta kms).
Iniciámos a volta no Centro Cívico onde, o Varadero apareceu e tratou logo de ser indicado fotógrafo oficial da foto de grupo.
Primeira passagem: mítica porta do frigorífico.
Devido ao vento forte e frio da manhã, a Poppi voltou para casa antes do Aeródromo. O restante grupo seguiu em direcção aos Escalos de Baixo. Ficámos todos maravilhados com as dezenas de cegonhas que estavam por ali. Simplesmente único!
Rumo ao Carrossel, encaminhei o pessoal pela zona mais técnica.
Resultado: 3 quedas :)
Como o João e eu seguíamos à frente, nem demos por nada. Mas, lá iam chegando ao pé de nós com aquela expressão típica.
Mais abaixo, paragem para decidir as opções:
A - descer até ao Ponsul, junto a Belgais e voltar pela subidita :)
B - acabar o Carrossel e voltar pela subidita :)
Pois, já estão mesmo a ver que a opção A foi a mais votada.
Lá fomos, a curtir por aí abaixo, apenas tendo cuidado com as muitas árvores caídas nos trilhos.
Tudo o que desce... sobe, e que subida.
Coração a 193bpm após tentar ir na roda do Rui que, ao chegar ao topo, teve como prémio uma picada de abelha. Valeu a moeda de 10 cêntimos para acalmar as dores mas, só deu mesmo para 1 minuto. O Marvic ainda ofereceu uma moeda de 1€ mas, não foi preciso mais tempo :)
Bem, eu já tenho fama de distraído e, mais uma vez, encaminhei o pessoal para um trilho que não era o certo. Isto já começa a ser clássico.
Mas, não estivemos com meias medidas. Fizemo-nos a uma descida com uma inclinação de respeito - a pé, se faz favor, a não ser que se chamem João. Muito bem, a mostrar como se fazem as coisas.
Já no trilho certo, paragem para apreciar todo o encanto do Rio Ponsul e envolvente.
Indiquei o trilho a seguir e, até lá abaixo, sempre a dar-lhe - mesmo se o cascalho de dimensões generosas formava um manto por baixo das nossas rodas.
Nova paragem. Esquerda, vamos à Fonte, direita, iniciamos a subida. Como vai ser?
Esquerda :)
Mais um pouco e parámos junto da Fonte e de um rebanho de Ovelhas - onde não poderia deixar de estar um belo exemplar de "Ovelha Negra". Ao início, receosas, depois, quase que as trazíamos para casa :)
Ali à frente, um curso de água - famoso pela peripécias do Martim e da bomba de ar [o homem caminhou sobre a água].
João à frente, Rui depois. O João, qual equilibrista, lá foi, saltitando de pedra em pedra. O Rui, não esteve para se chatear. Meteu "mãos à obra", desculpem, pés na água e lá cruzou para a outra margem.
A Tê, encheu-se de coragem e tentou a sorte. Lá vai ela a pedalar, a pedalar, a peda... ups, não conseguiu evitar molhar-se. Foi só um pouco, apenas do joelho para baixo. Era a minha vez, seria o método Tê. Balanço, aí vou eu, cruzo os dedos do pé, e... também não :) Quase que era banho de imersão. Deu para fazer pose para a foto e tudo. Mas, a água estava uma delícia.
A vez do Marvic que, após ponderação dos métodos utilizados e do sucesso e fracasso de cada um, optou pela tradicional - saltanto levemente de nenúfar em nenúfar :) [claro que, o Marvic, qual explorador dos Mares, ainda tentou a sua sorte um pouco mais acima mas, veio de lá com o pé esquerdo molhado].
Após este episódio, seguimos até ao início da subidita (são apenas 6kms).
Mas antes, um proprietário de uma quinta ainda fez com que improvisássemos malabarismos dignos de números de Circo.
Não esteve com meias medidas e, ignorando tratar-se de um caminho público, vedou completamente a passagem não deixando sequer, uma mísera passagem.
Bem, agora é que era. Sobe, sobe, sobe, sobe, sobe... por aí fora.
No final, até se fez bem, esta não é das piores :)
Chegámos ao alcatrão e aproveitámos para descontrair um pouco da esfrega que acabámos de levar.
Tempo para despedidas e promessas de mais voltas dentro do mesmo espírito.

Bem hajas Tê, pelo convite e companhia.

Divirtam-se com as fotos

3 comentários:

marvic disse...

Bem esta versão do Carrossel tem uma classificação de 5*. Adorei venham mais e sempre com muito boa companhia.

disse...

Obrigado a todos pela companhia: Paulo, Poppi, Mário, Rui, e João, claro está. As voltas agora serão mais espaçadas, pelo que quando voltar a CB vou tentar marcar nova volta.
Tamanha esfrega, esta, mas valeu a pena, pela companhia sempre animada e pelos montes e vales lindíssimos percorridos.
Poppi, vou tentar escolher um dia menos ventoso na próxima vez. Sem querer, quase ficavas doente.
Até breve.

Phantom disse...

Bem, essa descrição envolveu-me de tal forma que parecia que tinha lá estado com vocês.
Bons passeios :o)