domingo, dezembro 02, 2007

Trilhos de Xisto

Todas as fotos que eu (Varadero) tirei aqui

O sol estava previsto para este dia e não faltou ao encontro, assim como muitos dos nossos companheiros do pedal.
O primeiro encontro foi logo na Padaria do Montalvão para um café, antes de partir para a aventura das descobertas dos sabores e aldeias de antigamente. Lá partimos em caravana, eu a olhar de vez em quando para o termómetro que marcava 1,5º, mas foi "sol" de pouca dura, porque depressa a temperatura se tornou agradável.
Logo à chegada a Santo André das Tojeiras, já havia muita gente por todo o lado. O Roberto dava as últimas indicações ao pessoal de apoio, os dorsais eram distribuidos, eu tirava umas fotos :)

Como estava com ideias de fotografar todo o pessoal, não esperei pela partida e lancei-me as trilhos solitário, até que encontrei o local que o conhecedor AC me havia sujerido e lá abanquei por algum tempo. Começo a ouvir uma bicicleta e penso, já lá vêm! ... Mas era outro participante (Agnelo) também com vontade de registar a passagem do pessoal. Lá conversamos um pouco, preparamos as máquinas e pouco depois passam as viaturas de apoio a abrir o percurso, logo depois começa o pessoal a passar e a máquina fotográfica dispara para captar "todos os participante", só não foram todos porque houve alguns que estavam com pressa e não quiseram esperar por vez para passarem pela zona marcada e atravessaram mesmo a ribeira em vez do pontão! Como eu não tinha ângulo não os consegui fotografar.
Depois de passarem todos os participantes a aparecer o carro vassoura, lá me lancei de novo para a minha bicicleta e comecei a pedalar em ritmo algo mais acelerado que o meu normal para apanhar o meu "grupo" que por sinal também gostam de ficar para trás.
Depois de alguns Km e de passar alguns participantes lá fui fazendo as paragens nos locais que via serem bons para umas fotos e lá apanhava mais uns quantos com a minha objectiva. Foi um para e arranca constante em todo o percurso, que acabou por me desgastar um pouco, ao ponto de quase desistir de tirar mais fotos (já na parte final do percurso). Após aquela longa subida, feita em ritmo calmo e solitária, vendo sempre outros participantes que seguiam mais acima ou mais abaixo, acabei por dar descanso à máquina e seguir até ao final, gerindo um pouco o esforço já que os músculos vinham a dar sinais de cansaço.

E com tantas palavras acabei por não dizer nada sobre o percurso, abastecimentos, marcações e restante organização! Mas bem, acho que basta dizer que o passeio foi organizado pelo Roberto Nabais (Rarn) a acho que está tudo dito! Um grande Bem Haja Roberto.
E como 1 imagem vale mais que 1000 palavras, as minhas 420 fotos davam um livro dos Trilhos de Xisto :)

Aqui fica o perfil e o mapa do percurso:


Umas fotos....



Relato de pjfa
Quando o Rarn anuncia um Passeio, isso é sinónimo de qualidade, organização, convívio, paisagens únicas e momentos inigualáveis.
Este Trilhos de Xisto não foi excepção - tirando 1 pormenor, que irei relatar mais à frente.
A convocatória foi enviada pelos métodos modernos.
Compareceu um grupo animado e lá fomos em caravana até S. André das Tojeiras.
Já no local de encontro, cumprimentar o pessoal do costume, actualizar a conversa - sim, também é para isto que os momentos prévios ao início do passeio servem.
Pelas 9h30 lá vai o grupo - após uma chamada de atenção do Rarn para as dificuldades que o grupo iria encontra "não é um passeio fácil"... "as descidas perigosas estão assinaladas"... "vai haver uma visita guiada ao Lagar das Ferrarias, para quem quiser".
Pela mesma ordem de ideias pensei "então isto não era só uma subidazita!?"... "descidas perigosas... I like it!!!"... "Que belas fotos vou sacar".
Despedi-me da Poppi - que desta vez, foi ao passeio pedestre - e lá fomos, em grupo.
O NFH desafiou-me para o acompanhar naquelas descidas que iam aparecer, não o podia defraudar. Claro que as paragens para fotos eram mais que obrigatórias. O passar 2 vezes no mesmo charco também.
Tentei não perder de vista o Marvic e o seu iniciado, afinal, tinha sido eu o "culpado" da sua presença. Consegui um bom compromisso entre (tentar) acompanhar o NFH nas descidas e esperar pelo Marvis nas subidas.
Aquilo que ia ficando, à medida que os kms passavam era o carinho das populações que, à nossa passagem, faziam uma festa. Foram várias as adegas que acolheram dezenas de ciclistas.
Uma nota muito positiva para o grupo "Drop Zone" de Tomar que, com o seu espírito de grupo, mostrou que há muitas maneiras de encarar o BTT - e muita gente poderia retirar alguns ensinamentos deste "Way of life".
O Rarn foi uma presença constante ao longo do percurso. Preocupado com que nada faltasse ao pessoal.
Organizador, repórter fotográfico, repórter de imagem, guia turístico... enfim, o Homem do Leme.
Que mais dizer!? Até aquela subida - que parecia a "nossa" subida do Ponsul - tinha uma panorâmica muito boa com Vila Velha de Rodão ao longe.
Quanto a mim, cheguei em último, algo cansado - e com fome, e sem água, e com algum mau humor [o Marvic que me desculpe]. Antes de tratar de "amanhar" [expressão típica do Couço] a bici, tratei de mim: 3 borrachões, 2 águas e um copo de sumo. No fim disto tudo, nem parecia o mesmo :)
Após a bici estar devidamente acondicionada, dirigi-me aos balneários para um banho quente e relaxante.
Aqui é o tal pormenor que referi no início.
Afinal, o banho quente e relaxante transformou-se num banho frio e tenso [dos músculos contraídos].
Última ligação => S. André-Ferrarias para almoço.
O grupo estava +- disperso, apenas o Varadero, Marvic, Alz, Poppi, S, NFH e o pessoal de VVR. Mas, por outro lado, o repasto estava todo junto.
Já me esquecia, tirámos bilhete para visitar o lagar :)
É de louvar a "carolice", como disse o "nosso" tesoureiro, que é necessária para que um Lagar com esta configuração continue de pedra e cal, a servir a população.
Rarn, no próximo, conta connosco.
Agora... uma fotos

4 comentários:

NunoDiaz disse...

mais uma vez não posso ir :-(, a ver se não falto ao passeio de natal...

Anónimo disse...

As vossas paisagens são uma maravilha!
Quem me dera poder estar ai com a bike.
Um abraço a todos e boas festas e boas pedaladas.
Carlos Bernardo.

Http://ocicloturista.blogspot.com

lidia disse...

Realmente foi um passeio fantástico, a todos niveis,bela paisagem e diversificada, bem org, bem marcado, c direito a conhecer as tradições, placas informativas, mt bom mesmo: cm alguem disse e mt bem foi + k um simples passeio de btt: CONCORDO. Para mim foi até especial por outros motivos. Qt a si Varadero:tenha ou nao a ver c cuba - faz um excelente serviço publico: fotos 5 estrelas, dá p sacar e tudo, é de continuar. De todos RODAS..um obrigado. A união pedala um milhao.

Phantom disse...

Deve ser um trilho bem à maneira. Pena que não possa ir. Estou em pulgas para ir morar definitivamente para C. Branco para poder experimentar todos esses trilhos fantástcos.